Fibra Óptica, para quê?: Vantagens e utilização da Fibra Óptica

12 dezembro 2017 - 16:40, by , in Fibra Óptica, Redes, Telecomunicações, Sem comentários

Hoje em dia, mais de 80% do tráfego de dados de longa distância do mundo é realizado por Fibra Óptica. São mais de 25 milhões de quilômetros instalados pelo mundo.

Não se pode deixar de citar, que o progresso dessa tecnologia esteve intrinsecamente relacionado com o desenvolvimento das fontes de luz (LEDs e Lasers) e dos foto-sensores (por exemplo: fotodiodos).

A durabilidade de um cabo óptico é cinco vezes maior que a de um cabo metálico. Por serem feitas de materiais dielétricos, as fibras ópticas não sofrem interferências eletromagnéticas*. Os concentradores (OLTs – Optical Line Terminals) são instalados com energia controlada e estão protegidos contra surtos de tensão, livres de travamento. Por isso, a sua manutenção é muito baixa.

*: Imunes a pulsos eletromagnéticos e descargas elétricas atmosféricas.

Utilização da Fibra Óptica:

1. Redes de Telefonia: Interliga as centrais de tráfego urbano, que requerem uma grande capacidade de transmissão. Baixíssima atenuação.

2. Rede Digital de Serviços Integrados: Sofrem queda no preço, devido ao grande número de fibras necessárias para a relação entre empresas e usuários de telefonia, se tornando mais vantajosa que os fios metálicos, inclusive pelas altas taxas de transmissão.

3. TV a Cabo;

Utilizada em sistema ponto a ponto; As operadoras podem oferecer internet de alta velocidade.

4. Redes de Computadores;

Interliga tanto pontos de redes LAN (pequenas redes) quanto de redes WAN (redes maiores).

Principais Vantagens:

1 – Dimensão: Diâmetro reduzido. Quase chega a medir a espessura de um fio cabelo;

2 – Imunidade a interferência eletromagnéticas: Materiais dielétricos (isolantes);

3 – Alcance de transmissão: Índice de atenuação muito baixo, alcance de 200km;

4 – Capacidade de transmissão: Mesma velocidade de transmissão que os cabos convencionais, porém, com taxas maiores.

5 – Ausência de diafonia(linha cruzada): As fibras não causam interferências entre si mesmas, dispensando sua blindagem, o que representa custo significativo ao tipo de cabo convencional.

6 – Sigilo: Como os dados são transmitidos em forma de luz, isto dificulta muito a interceptação de dados daqueles que procuram roubar informações sigilosas, tornando a tecnologia útil em meios similares, aplicações bancária e meios de pesquisa.

7 – Relação custo/benefício: Apesar dos processos de fabricação ainda serem elevados, isto é contornado em aplicações de longa distância (alcance 80 vezes maior que o convencional)** e, por ser muito mais resistente que os cabos de par trançado, não requer tanto custo de manutenção quanto.

**: Os cabos convencionais necessitam de repetidores a cada 2,5 Km de extensão comparados aos 200 Km que as fibras ópticas podem alcançar.

Veja um artigo sobre o que é a fibra óptica, clicando aqui.

Sobre o autor:

Deixe uma resposta